27 junho, 2012

Uma família unida pelo amor



A Bíblia nos diz que o “amor . . . é o perfeito vínculo de união”. (Colossenses 3:14)
Como ela descreve, o amor não é um simples sentimento.
É definido como algo que motiva nossas ações — incentivando algumas e proibindo outras. (1 Coríntios 13:4-8)
Na família, mostrar amor significa tratar uns aos outros com dignidade, respeito e bondade.
Significa viver em harmonia com o modo de Deus encarar cada membro da família.
Ele dá a cada um deles um papel honroso e importante.
Como cabeça da família, o pai deve tomar a iniciativa em mostrar amor.
Ele reconhece que o pai cristão não deve ser tirano, abusando de sua autoridade sobre a esposa ou os filhos.
Em vez disso, encara a Cristo como exemplo de liderança. (Efésios 5:23, 25)
Portanto, é carinhoso e amoroso com a esposa, paciente e gentil com os filhos.
Nunca deixa de protegê-los e faz o máximo para evitar que aconteça qualquer coisa que poderia lhes tirar a paz, a inocência ou o senso de confiança e de segurança.
Como esposa e mãe, a mulher também tem um papel digno e muito importante.
A Bíblia usa o instinto materno no reino animal para ilustrar quanto Jeová e Jesus se preocupam em dar proteção. (Mateus 23:37)
A mãe também deve estar determinada a proteger os filhos. De modo amoroso, ela não hesita em colocar a segurança e o bem-estar deles à frente dos seus.
Os pais não permitem que abuso de poder ou intimidações se infiltrem no modo em que tratam um ao outro ou aos filhos; nem permitem que os filhos usem essas táticas um contra o outro.
Na família em que todos se tratam com respeito e dignidade prevalece a boa comunicação.
O autor William Prendergast declarou: “Os pais devem ter conversas diárias, freqüentes e francas com os filhos, tanto crianças como adolescentes.” E disse também: “Essa parece ser a melhor solução para o problema do abuso sexual.”
De fato, é exatamente esse tipo de comunicação constante e amorosa que a Bíblia recomenda. (Deuteronômio 6:6, 7)
Quando essa orientação é aplicada, o lar se torna um ambiente em que todos podem expressar o que sentem, de modo franco e sem qualquer receio.
Temos de reconhecer que vivemos num mundo perverso e que nem todos os abusos podem ser evitados.
Mesmo assim, um lar seguro pode fazer muita diferença.
Se um dos membros da família tiver problemas fora de casa, ele sabe muito bem onde buscar consolo e compreensão.
Tal ambiente é um verdadeiro refúgio, um abrigo seguro neste mundo cheio de problemas.
Que Deus abençoe seus esforços de fazer com que seu lar seja exatamente assim!

2 comentários:

  1. Que privilégio termos instruções como estas para nossa família.
    Bj
    Rose

    ResponderExcluir
  2. Jeová, sempre ensina a todos como viver melhor se aceitarmos seus conselhos seremos eternamente feliz Isaías 48 17 ,18. Bjs eli

    ResponderExcluir