29 agosto, 2012

Sete princípios sábios para administrar o seu dinheiro



Os princípios a seguir são encontrados num livro antigo repleto de declarações práticas e atuais.
Pense em como eles podem ajudar você a administrar seu dinheiro.

1. “O mero amante da prata não se fartará de prata, nem o amante da opulência, da renda.” (Eclesiastes 5:10) O autor dessas palavras não era alguém pobre e invejoso. Era um dos homens mais ricos que já viveram, o Rei Salomão de Israel. Ele as escreveu baseado em sua própria experiência e observação. Homens ricos dos nossos dias já fizeram comentários similares.

2. “Tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos. Os que querem ficar ricos caem em tentação.” (1 Timóteo 6:8, 9, Nova Versão Internacional) Essas palavras foram ditas pelo apóstolo Paulo, que abriu mão de uma carreira de sucesso e se tornou seguidor de Jesus Cristo. Ao contrário de alguns líderes religiosos de hoje, Paulo resistiu firmemente à tentação de se aproveitar de seus irmãos de fé e daqueles a quem ensinava. Por isso, ele podia dizer com sinceridade: “De ninguém cobicei a prata, ou o ouro, ou a vestimenta. Vós mesmos sabeis que estas mãos têm cuidado das minhas necessidades, bem como das daqueles que estavam comigo.” — Atos 20:33, 34.

3. “Quem de vós, querendo construir uma torre, não se assenta primeiro e calcula a despesa, para ver se tem bastante para completá-la?” (Lucas 14:28) A ilustração de Jesus pode ser aplicada a uma decisão que você tem de tomar ao fazer uma compra, especialmente com cartão de crédito: comprar por impulso ou ser paciente e calcular a despesa? Você precisa mesmo daquele item e tem condições de comprá-lo?

4. "O rico é quem domina sobre os de poucos meios, e quem toma emprestado é servo do homem que empresta."  (Provérbios 22:7) A recente crise financeira mundial tem exposto a insensatez das dívidas contraídas com cartões de crédito e de outros modos. Em alguns países, “é comum uma pessoa ter em média uma dívida de mais de 9 mil dólares em quatro ou mais cartões de crédito”, diz Michael Wagner no seu livro Your Money, Day One, publicado em 2009
.
5. “O iníquo toma emprestado e não paga de volta, mas o justo está mostrando favor e está dando presentes.” (Salmo 37:21) Alguns procuram maneiras fáceis de evitar pagar suas dívidas. Mas os que dão valor à sua relação com Deus reconhecem a importância de fazer o máximo para quitar suas dívidas e também de ser generosos.

6. “Eu era moço, também fiquei velho, e, no entanto, não vi nenhum justo completamente abandonado, nem a sua descendência procurando pão.” (Salmo 37:25) Essas palavras foram escritas por um homem que foi tratado injustamente. Por anos foi fugitivo e houve ocasiões em que viveu em cavernas ou buscou asilo em países estrangeiros. Mais tarde, esse fugitivo, Davi, tornou-se rei do Israel antigo. Durante sua vida ele sentiu a veracidade das palavras acima.

7. “Há mais felicidade em dar do que há em receber.” (Atos 20:35) Essas palavras foram ditas pelo maior homem que já viveu. “Pela alegria que se lhe apresentou”, Jesus usou sua vida na Terra para ajudar outros. Hoje, ele é uma criatura espiritual imortal nos céus ao lado direito do “Deus feliz”, Jeová. — Hebreus 12:2; 1 Timóteo 1:11.
Não existe um objetivo melhor na vida do que imitar o exemplo de Jesus, fazendo tudo ao nosso alcance para ajudar outros. Sem dúvida, concordará que é melhor ser alguém que economiza com cuidado, para ter condições de ser generoso, do que alguém que gasta de forma egoísta.

Um comentário:

  1. Interessante post...gostei de ver!
    Bjs e um ótimo domingo!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir